Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Curso de Formação
Início do conteúdo da página

Curso de Formação de Diplomatas

 

O Curso de Formação de Diplomatas, em seu formato atual, destina-se aos servidores nomeados para o cargo de terceiro-secretário da carreira diplomática. O curso poderá ter duração de três ou quatro períodos letivos e constitui, nos termos da Portaria nº 919, de 2019, Condição para a confirmação do servidor como diplomata no Serviço Exterior Brasileiro.     

O Curso de Formação de Diplomação tem, atualmente, a duração de 15 meses e contempla aulas regulares, seminários, conferências e viagens de estudos. O currículo estrutura-se em torno de núcleo clássico de disciplinas, como política internacional, direito internacional, economia e história da política externa brasileira. A fim de responder aos desafios impostos pelas necessidades presentes da prática diplomática, o curso contempla, também, matérias como administração pública, técnicas de negociação, ciberdiplomacia e diplomacia pública. São oferecidas, adicionalmente, disciplinas e módulos de corte profissionalizante, como planejamento diplomático, prática consular, promoção comercial e linguagem diplomática.

 As disciplinas são ministradas, principalmente, por meio de aulas expositivas, sendo também feito recurso a outras técnicas pedagógicas, como seminários e discussões em grupo, tanto nas disciplinas conceituais como nas aulas de idiomas. Atribui-se alta relevância e reserva-se importante carga horária ao aperfeiçoamento do domínio de ínguas estrangeiras, sendo oferecidos cursos das línguas oficiais da Organização das Nações Unidas – árabe, chinês, espanhol, francês, inglês e russo. As aulas de espanhol, francês e inglês são obrigatórias. Cada aluno deverá optar, ainda, por um curso de árabe, chinês ou russo.

Durante o último período letivo do curso cada aluno realiza, adicionalmente, uma série de estágios na Secretaria de Estado das Relações Exteriores, em campos diversas, como administração, área econômica, área política (bilateral, regional e multilateral) e serviço consular. 

 A convivência com os colegas de turma e o contato com diplomatas mais experientes em aulas e palestras durante o período de formação no Instituto constitui, finalmente, importante processo de socialização nas normas de conduta e técnicas de gestão do Itamaraty e na formulação e desenvolvimento da política externa brasileira.

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página